Guia definitivo para fidelizar clientes

7x mais vendas com menos custo: o guia definitivo para fidelizar clientes em seu negócio físico e vender mais para eles.

Programa de fidelidade
Curtiu o post? Então compartilhe!

Pesquisas mostram que, em 2018, 51% dos varejistas decidiram investir em programas de fidelização para aumentar suas vendas. Por isso, fidelizar deixou de ser uma estratégia opcional para o varejo físico, então decidimos criar o guia definitivo para fidelizar clientes.

A tendência não surge sem motivos, os consumidores querem ter seus desejos atendidos pela marcas, eles possuem muitas opções e só vão voltar para comprar de você se isso for vantajoso.

Segundo uma pesquisa da Aruba, mais de 65% dos clientes afirmam que são mais propensos a comprar nas lojas em que estão inscritos em programas de fidelidade.

A estratégia existe no varejo há algum tempo, com os tradicionais cartões de papel para acumular pontos, compras etc. No entanto, a prática começou a ficar ultrapassada.

  • Os clientes perdem o cartão de fidelidade tradicional;
  • Os clientes reclamam que a promoção acabou e eles não foram notificados.

Basta uma rápida olhada no Reclame Aqui de Programas de Fidelidade, que você vai entender um pouco melhor do que estou falando. Caso não tenha vivido isso em seu negócio ainda, é claro.

Existe uma frase do Steve Jobs que diz:

Aproxime-se mais do que nunca de seus clientes. Tão perto que você diz a eles o que eles precisam antes que eles percebam.

A necessidade de aproximação do cliente fez com que milhares de negócios do varejo físico procurassem formas alternativas para fidelizar seus clientes e fazer com que eles retornem mais vezes para comprar.

De acordo com a Epsilon, 80% dos consumidores afirmam que se sentem mais inclinados a gostar do seu negócio se ele possui ofertas e experiências personalizadas.

Os consumidores não querem apenas ir ao estabelecimento consumir ou realizar um serviço, eles desejam fazer parte de algo. Sentir que possuem valor e importância para a marca. E quanto mais valoroso ele se sente, mais ele faz propaganda gratuita para você.

A Kelton mostra que, 91% dos clientes indicariam para os amigos e familiares um conteúdo ou oferta personalizada que recebessem em seu smartphone.

Baseado nisso, o programa de fidelidade deixou de ser apenas um mimo e passou a ser uma verdadeira arma para estratégias de vendas bem-sucedidas no varejo físico.

Mas o grande problema é: “qual estratégia usar no meu negócio para fidelizar clientes, já que o cartão de pontos fidelidade não engaja o consumidor?”

Centenas de outras estratégias surgiram, (inclusive existe uma vídeo aula gratuita onde detalhamos um pouco melhor porque cada uma dessas está fadada ao fracasso) e é hora de falar sobre algumas delas:

1. Fidelização de clientes através de um tablet gera vendas?

Instalar um tablet dentro da sua loja demandará um espaço físico. Depois, uma identidade visual chamativa e que faça o consumidor entender do que se trata a novidade.

E então, ele precisará parar a compra e se dirigir até lá, ou então quando terminar o serviço. As chances de que ele desista, não tenha tempo ou, simplesmente, esqueça.

Você também terá custos de manutenção constantes, pois são grandes as chances do aparelho dar defeitos e precisar de trocas.

2. Então eu posso fidelizar meus clientes criando um aplicativo próprio?

Parece vantajoso criar um aplicativo só para sua empresa. Mas antes você deve pensar bem. Os smartphones já estão lotados com aplicativos diversos, que guiam a vida dos consumidores. São muitos.

Já falamos sobre isso aqui no blog no blog: É a hora de investir em um aplicativo para seu negócio? Pense bem!

Você gasta boa parte do seu tempo com as atividades do dia-a-dia. O tempo que você dedicaria a estar administrando e resolvendo problemas do aplicativo da sua empresa, você poderia dedicar ao relacionamento com seus funcionários para melhorar a experiência do seu cliente na loja.

Por isso, pense bem. Talvez seja a hora de investir em plataformas inteligentes, que facilite sua comunicação com seu cliente, sem obrigá-lo a ter mais um aplicativo no celular.

3. Lançar um programa de fidelidade no formato CPF do cliente funciona?

Nem todo mundo está disposto a fornecer seu CPF nos estabelecimentos. Imagine só precisar fazer isso sempre que quiser ser parte de um programa de fidelidade.

Você pode gerar desconfiança no seu cliente, desincentivando que ele participe da promoção mesmo que tenha achado interessante.

Além do mais, ter esse dado não acrescentará em nada pro seu negócio. Sendo algo que não te permite entrar em contato direto, criar conteúdos personalizados e nem aprender sobre os hábitos do seu cliente.

4. Compensa substituir meu programa de fidelidade por uma estratégia de redes
sociais?

Todo mundo usa as redes sociais, isso é um fato. Acontece que os anúncios acabam ficando perdidos. Os custos do investimento são altos, e então vem a parte de mensurar e analisar cada um para tentar descobrir quem está chegando até sua loja por causa desses anúncios.

É um retorno difícil de controlar, de saber se está realmente gerando fluxo para dentro do estabelecimento e fidelização real.

Investir em uma plataforma de fidelização pode custar bem menos para o seu bolso. Algumas opções trabalham com o envio de SMS, uma estratégia barata e extremamente eficiente. Pois, além de inscrever seu cliente sem precisar de muitas informações e sem tomar seu tempo. Você ainda tem um controle simplificado e completo sobre quem realmente retorna, quantas vezes retorna e porque retorna.

Quanto mais próximo você é do cliente leal, mais você passa a conhecer ele e pode atender suas exigências, fortalecer sua marca e criar uma experiência que nenhum concorrente pode oferecer.

Clique aqui e baixe gratuitamente o ebook “Como Criar um Programa de Fidelidade que Vende”.

Mais dicas para crescer o seu negócio? É só clicar aqui para ler mais artigos relacionados.


Curtiu o post? Então compartilhe!

17 thoughts on “7x mais vendas com menos custo: o guia definitivo para fidelizar clientes em seu negócio físico e vender mais para eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *