Como surgiu o Programa de Fidelidade? Saiba a origem de tudo.

Programa de fidelidade
Curtiu o post? Então compartilhe!

Programas de fidelidade ou programa de incentivo são bem populares hoje em dia.

Tanto negócios físicos como virtuais os programas de fidelidade são implementados com o intuito de reter a clientela e diminuir o custo de aquisição.

Mas como surgiu o programa de fidelidade? Como tudo começou?

Neste artigo, iremos te mostrar por meio de uma linha do tempo como surgiu o primeiro programa de incentivo e como ele evoluiu ao longo do tempo.

Vamos lá?

Os primeiros indícios de como surgiu o programa de fidelidade

Acredita-se que os primeiros indícios do surgimento dos programas de fidelidade começaram com os varejistas norte-americanos, por volta de 1700.

Nessa época, era dado moedas de bronze para os clientes que quando acumuladas, poderiam ser trocadas em outros produtos.

Mesmo com essa iniciativa, não podemos dizer que este foi o primeiro programa de fidelidade da história, porém, já era um incio…

A evolução dos programas de fidelidade

A proposta de trocar moedas de bronze por produtos logo foi substituída pelo fato de terem um custo maior.

O intuito era diminuir esse custo, e foi aí que surgiram os selos.

Os selos da Green Shield se tornaram o primeiro programa de fidelidade do varejo e são considerados antecessores dos programas modernos.

No entanto, esses programas que surgiram em meados de 1800 ainda não são os que conhecemos hoje em dia.

O Programa de fidelidade da era moderna começou assim…

O Programa de fidelidade moderno

Os selos continuaram dominando o mercado varejista, até que uma empresa resolveu inovar, a American Airlines nos anos 1900.

O AAdvantage Program – O Programa de fidelidade da American Airlines é considerado o mais bem sucedido até hoje, com mais de 50 milhões de membros.

Uma pesquisa feita pela empresa perguntava a seus clientes:

O que você quer que uma linha aérea tenha?

A resposta de praticamente todos os entrevistados foram:

Quero que o avião não caia.

Nessa época, as viagens aéreas se tornaram commodities, ou seja, a briga era por preço, não existia diferencial entre essas empresas…

Até que American Airlines resolveu criar seu próprio programa.

Onde os clientes que mais viajavam com a empresa acumulavam milhas nas próximas viagens.

Esse modelo logo foi adaptado para o varejo e diversos programas de acúmulos de pontos surgiram.

Hoje em dia…

Atualmente os programas de fidelidade estão ainda mais modernos.

Em parte porque todo o processo é virtual, ou seja, acabou o papelzinho.

Outro é que, como muitas empresas estão criando seus programas, ter um não é mais o diferencial.

Hoje, mais do que nunca, é necessário trabalhar todo o pós-vendas, e o programa de fidelidade é apenas uma parte desse processo.

Links úteis


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *