Indicadores de Desempenho para PMEs: o que você precisa medir no seu negócio

Curtiu o post? Então compartilhe!

Classifique este post
[Total: 0 Média: 0]

Os indicadores de desempenho (KPYs) para PMEs (Pequenas e Médias Empresas) servem para que o empreendedor adquira uma visão completa do que está acontecendo com o seu negócio.

Saber interpretar esses indicadores te ajuda a formular estratégias mais eficazes como também melhorar sua tomada de decisão.

O número de empresas que fecham suas portas é superior as que se tornam bem sucedidas.

Isso só prova que muitos empreendedores não sabem monitorar suas empresas, não se preocupam com o desempenho dela. E quando realidade chega, já é tarde demais.

É pensando nisso que iremos te mostrar os indicadores de desempenho para PMEs mais importantes para você medir o seu negócio. Vamos lá?

ROI: Qual o seu retorno sobre investimento?

Todo empreendedor deve avaliar quanto de retorno financeiro ele obterá a partir de um investimento.

O ROI (Return On Investiment) é um dos principais indicadores de desempenho para PMEs

Pensei bem, se você tiver bons retornos sobre um investimento inicial, é sinal que você buscar expandir o seu negocio ou criar novas estratégias a partir do que foi um sucesso na sua empresa.

Existe uma pequena fórmula, mas bem simples de entender, que resume isso tudo:

ROI = (Ganho obtido Investimento) / Investimento

Ainda não entendeu? Veja esse exemplo:

Imagine que você tenha investido R$50.000, e que essa aplicação te rendeu R$150.000. Logo, temos que:

ROI = (150000 – 50000) / 50000 = 2

Isso significa que o retorno sobre o investimento foi 2 vezes o valor aplicado inicialmente. Como o ROI é expresso em forma de porcentagem, o valor final deverá ser multiplicado por 100. Dito isso, o ROI desse exemplo foi de 200%.

NOTA: Quando se fala em valor investido, deve-se levar em consideração absolutamente todo o dinheiro aplicado durante o processo. Da mesma forma com o retorno. Ou seja, despesas, também, devem ser incluídas neste calculo.

Satisfação do Cliente: Descubra quem te indica e quem sai falando mal de você

Você deve estar cansado de saber, mas o cliente é o protagonista do seu negócio.

Ou seja, a peça mais importante. Porque, sem ele, você não irá obter faturamento nenhum.

Portanto, é importante tratá-lo como tal.

Existem diversas formas de descobrir o que o seu cliente pensa de você. Uma delas são as pesquisas de satisfação do cliente.

Um indicador que você pode utilizar nessas pesquisa é o NPS. O Net Promoter Score é uma métrica criada em Harvard para avaliar qual o nível de satisfação dos clientes. Veja abaixo:

Com base nessa imagem, podemos separar os clientes de três formas:

Detratores (0-6): Esse tipo de cliente não está satisfeito com o seu serviço e pode até falar mal de você para outras pessoas. Deve-se investir em maneiras de mudar essa situação.

Passivos (7-8): Também chamados de “neutros”, esse tipo de cliente não adora o seu serviço, mas também não odeia. Precisa ser um pouco mais impressionado para indicar o seu serviço.

Promotores (9-10): Esses são seus melhores clientes. Aqueles que, além de indicar o seu serviço, vão defender a sua marca a todo custo. Cuide bem deles.

Com base nesses indicadores, você poderá traçar melhores estratégias de comunicação com eles. Seja através de SMS marketing ou até mesmo em programas de fidelidade.

Dica de PRO: Observe como a Cafeteria “Eu Quero Café” utilizou o SMS no programa fidelidade e teve mais de R$ 20.000 em faturamento! Veja aqui.

Não se esqueça que essas informações também te ajudam a segmentar seu publico-alvo, te dando ainda mais informações para suas comunicações futuras.

Desempenho dos colaboradores: As engrenagens do seu negócio

Os colaboradores são engrenagens importantes que fazem o seu negócio girar.

É importante saber os indicadores ligados ao desempenho deles. Pois essas informações irão te auxiliar fortemente na criação de novas estratégias de gestão.

Alguns principais indicadores:

  • Horas extras trabalhadas: Quem está disposto a trabalhar mais.
  • Jornada de trabalho: Se é uma jornada leve, mediana ou extensa.
  • Total de horas faltadas: Por qual motivo e com que frequência esses colaboradores faltam.
  • Percentual de assiduidade: Quem cumpre com seus compromissos e demonstra esforço.

Claro, para se ter um dado mais objetivo de cada tópico citado acima, é necessários um melhor levantamento de dados sobre o RH.

Algo que melhora muito o desempenho dos colaboradores, são plataformas de gerenciamento de tarefas. Elas ajudam, não só ter um controle das tarefas realizadas pelos funcionários, como também mostra quanto tempo eles levam para terminar cada tarefa.

Lucratividade: O que o empreendedor mais deseja

Antes de mais nada, vamos esclarecer que Lucro, lucratividade e rentabilidade são coisas totalmente diferentes. E que para medir o desempenho, você deve olhar para a lucratividade.

  • Lucro é o resultado positivo após deduzir das vendas todos os custos e despesas. É um valor absoluto.
  • Lucratividade, é a relação entre o lucro liquido e o valor das vendas. É um valor percentual.
  • A Rentabilidade, por sua vez, é a relação entre o valor lucro liquido e o investimento realizado.

Calma! Parece dificil, mas na verdade é bem facil.

Veja bem:

Dificilmente um negócio sobrevive sem lucro. Portanto, é extremamente necessario mensurar o atual percentual de lucratividade da sua empresa.

Existe uma pequena fórmula capaz de medir isso:

Lucratividade (%) = lucro líquido / faturamento total x 100

Se sua empresa tem uma lucratividade de 5%, isso significa que , de cada R$ 100 vendidos, R$ 5 “sobram” como forma de lucro, após o pagamento de todos os impostos e despesas.

Logo:

Lucratividade (%) 5 / 100 * 100 = 5%

Se a sua lucratividade estiver baixa, e suas despesas estiverem subindo, é essencial que você busque estratégias para mudar isso.

O pós-vendas vem se mostrando, cada vez mais essencial, para o aumento de faturamento das empresas. É por isso que muitas empresas, como a Levice e a Sniper, utilizam plataformas especializadas em pós-venda e fidelidade, como o StayApp, para auxilia-las nesse processo.

Case 1: Como a Levice faturou R$ 16965,40 em vendas no programa fidelidade. Veja aqui.

Case 2:: Como a Sniper conseguiu reter 25% dos seus clientes com um bom programa de pós-vendas. Veja aqui.

Conclusão

Espero que este artigo te ajude a entender a importância dos indicadores de desempenho para PMEs

Todo dia diversas empresas fecham suas portas porque não se importaram em analisas esses indicadores. Ou começaram a analisar tarde demais.

Não seja uma delas, comece agora a colocar isso em práticas. Os resultados podem demorar a surgir, mas com esforço e persistência eles chegaram.


Curtiu o post? Então compartilhe!
Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *