Um Programa de fidelidade vai me dar prejuízo? Estudo de Caso da cafeteria “Eu Quero Café”

Curtiu o post? Então compartilhe!

Classifique este post
[Total: 1 Média: 5]

Quando eu falo em programa de fidelidade, qual a primeira coisa que vem na sua cabeça?

Provavelmente, uma delas, é premiações. Dar algo de graça ao cliente…

E pensando nisso, o empreendedor automaticamente associa isso com perda de caixa… sangramento no faturamento…

Mas isso está longe de ser verdade.

Ao invés de te dar uma longa explicação do porque um programa fidelidade é chave do sucesso do seu negócio, eu vou mostrar na prática.

Irei te mostrar um estudo de caso da cafeteria “Eu Quero Café” que, após criar seu próprio programa fidelidade com estratégias de pós-venda e SMS Marketing, faturou mais de R$20.000.

Case “Eu Quero Café”

Antes de mais nada, é importante ressaltar que a cafeteria em pauta não conseguiu os resultados da noite para o dia.

Foi necessário um grande trabalho no pós-vendas, desde a segmentação de clientes até atendimento ao cliente.

As informações adquiridas da base deram recursos estratégicos para o SMS Marketing.

Foram feitas 4 mensagens, cada uma com um propósito e cada uma com um grande resultado no faturamento da cafeteria.

Primeiro SMS

Enviado para a segmentação de clientes que acabaram de ser fidelizados, foi disparado um SMS avisando o cliente que se consumir na cafeteria “Eu Quero Café” ele pode ganhar vários brindes!

“Bem-vindo ao programa Cliente Lover, feito pra você que é um apaixonado pela Eu Quero Café! Além de beber seu café preferido, você ganha brindes! bit.ly/BStay

Ao longo de 3277 disparos que começaram desde 01 de abril, 1249 clientes retornaram. Isso é 13,27% dos clientes inativos que retornaram! Baseado no valor investido R$ 491,55 obteve um retorno de R$ 21540,95 em caixa!

Segundo SMS

O Segundo SMS foi enviado 5 dias após a última fidelização.

“Eu Quero Café: o melhor café e agora o melhor programa de fidelidade! Vem nos fazer uma visita, aproveitar seu café preferido e juntar pontos pra ganhar mimos!”

Com 6797 disparos, a cafeteria teve o retorno de 3243 clientes. 14,41% dos clientes retornaram! Apesar de ter um investimento mais alto de R$ 1019,55, o retorno em caixa foi surpreendente, R$ 71060,45!

Terceiro SMS

O Terceiro SMS já foi disparado 25 dias após a ultima visita. Ou seja, o intuito aqui foi de trazer os clientes perdidos, reativa-los. Confira a mensagem:

“Ei, sumido! Tá por aí pensando que seu dia merece um mimo? Vem pra Eu Quero Café se distrair com um amigo ou com sua própria companhia e o melhor café do mundo!”

Investindo apenas R$ 616,80 em 4112 disparos, o resultado foi muito satisfatório! A cafeteria não só teve um retorno de 6,37% da base inativa, como também faturou R$ 25805,20!

Quarto SMS (O Pote de Ouro)

O que era bom ficou ainda melhor. Preste atenção empreendedor que o 4º SMS é o Pote de Ouro do Programa Fidelidade!

“Eba! Dia de mimo grátis, na faixa, FREE! Corre aqui bit.ly/BStay veja o que você ganhou e vem pra Eu Quero Café aproveitar coisas que só nós fazemos por você!

Antes de falar do resultado, você deve entender que é aqui que o vendedor irá fazer mais faturamento.

Mas porque?

Porque é uma excelente oportunidade de fazer venda agregada.

O cliente está muito motivado a retirar o mimo grátis dele na cafeteria.

A partir de agora, é dever do vendedor dar o melhor atendimento e aproveitar esse momento-chave para aumentar o faturamento com a famosa venda-casada!

Investindo apenas R$ 242,55, a cafeteria teve retorno de 25,93% da sua base de clientes! Isso tudo gerou um faturamento de R$ 29268,45!

SMS ainda funciona? Será?

Conclusão

Ainda acredita que ter um programa fidelidade não traz retorno?

No entanto, para ter bons resultados como o da cafeteria “Eu Quero Café” é necessario, também, planejar estratégias de pós-vendas.

Não apenas isso, ter uma boa segmentação de clientes foi essencial para a cafeteria saber que mensagem enviar, que hora enviar, e que dia enviar.

Espero que agora você pare de acreditar no mito de que “Programa fidelidade serve só para dar prêmios…”

Até a próxima.


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *