Arquétipos para Vendas: O que São e12 Exemplos Para Utilizar!

Curtiu o post? Então compartilhe!

Primeiramente, você sabe o que são arquétipos? Talvez você não saiba a resposta para essa pergunta, mas certamente essa definição faz parte da sua vida sem nem ao menos você perceber. 

O arquétipo é a ligação entre um objeto e o seu conceito. Ou seja, quando você constrói uma representação em cima de algo, mesmo que esse processo seja feito inconscientemente na sua mente. 

Você ainda está confuso? Pense em um cachorro. Quando pensa no animal, qual a primeira coisa que vêm a sua mente? Provavelmente que ele é seu melhor amigo. O arquétipo do cachorro é a lealdade. 

Quer mais um exemplo? Qual é a primeira coisa que vem a sua mente quando pensa na Madre Teresa de Calcutá? Provavelmente você respondeu bondade, sendo que ela representa o arquétipo da bondade para a maioria das pessoas. 

O criador do conceito de arquétipo foi o psicólogo suíço Carl Jung. Ele definiu doze arquétipos, e atualmente, todos eles são usados por empresas, sendo que elas escolhem um para estarem associadas e, consequentemente, se fixar no inconsciente dos clientes. 

Para facilitar sua leitura, separamos o artigo da seguinte forma:

Lista dos 12 arquétipos de vendas

Cada um desses arquétipos nasceu na psicologia, e ainda é usada nesse ramo do conhecimento. Apesar disso, o marketing de empresas adotou o conceito para ser aplicado dentro dos negócios. 

Dito isso, conheça os doze arquétipos, sua definição e um exemplo de empresa que adotou o tipo para ser lembrada de tal forma pelos clientes: 

1 – O inocente

O inocente enxerga bondade em tudo, ou seja, ele projeta coisas boas tanto em si como nos outros. Ele costuma expirar pureza, simplicidade e positividade. Uma empresa que leva esse arquétipo é a Coca-Cola

2 – O Sábio

O arquétipo do sábio deseja estar sempre aprendendo, estando sempre estimulando o ato de pensar. Além disso, ele é aquele que avalia, pensa e mensura. Um exemplo de empresa com esse arquétipo é o TED

3 – O herói

Apesar de sonhador, o arquétipo do herói é focado, corajoso e está sempre em busca dos seus objetivos. Eles se destacam e sempre se superam. Um exemplo de empresa com esse arquétipo é a Nike

4 – O fora da lei

O arquétipo de fora da lei é aquele rebelde, que deseja mudar o mundo e alterar o status quo. Ele, na maioria das vezes, está sempre remando contra a maré. Um exemplo de empresa com esse arquétipo é a Apple.

5 – O explorador

O explorador odeia rotina. Esse arquétipo é muito associado aos jovens, pois está sempre em movimento, quer conhecer o mundo e odeia regras. Uma empresa com esse arquétipo é o Jeep

6 – O mago

O arquétipo do mago está sempre em busca do conhecimento, inclusive sobre as leis fundamentais do mundo. Além disso, ele está sempre concedendo desejos para os outros. Um exemplo de empresa com esse arquétipo é a RedBull

7 – Pessoa comum 

O arquétipo da pessoa comum não quer chamar muita atenção, tomando um papel mais ameno, assertivo e leve perante a sociedade. Uma marca com esse arquétipo é a Havaianas

8 – O amante

Além de valorizar as relações interpessoais, o arquétipo do amante representa o culto ao belo, valorizando a beleza, a sensualidade e a intimidade. Uma empresa com esse arquétipo é a Chanel.

9 – O bobo

O arquétipo do bobo é engraçado, alegre e, principalmente leve. O bobo deseja ser aceito pelo grupo, sendo fácil com sua espontaneidade. Uma empresa com esse arquétipo é a Pepsi

10 – O cuidador

O arquétipo do cuidador está completamente relacionado aos prestadores de serviço. Em resumo, servir as pessoas é o seu maior objetivo. Uma empresa com esse arquétipo é a Amazon

11 – O criador

O arquétipo do criador tem sempre boas idéias, Como não são conformistas, eles sempre tem fortes traços artísticos. Uma empresa com esse arquétipo é a grandiosa Disney

12 – O governante 

O arquétipo do governante está sempre no controle, sendo responsável e um líder nato. Se expressa com muita facilidade e sabe usar a persuasão. Uma empresa com esse arquétipo é a IBM.

Vantagens dos arquétipos de vendas

Quando uma empresa define um arquétipo poderoso, que realmente identifique o seu negócio, ela pode direcionar a comunicação da sua marca ou mesmo de um produto específico.

Quando uma empresa trabalha a sua imagem dessa forma, ela pode atrair o público que combina com os ideais que pretende difundir. Sem dizer que isso pode aumentar as vendas. 

Dito isso, lembre-se que as marcas que acertam na escolha dos arquétipos tendem a ser as mais admiradas e queridas. Ou seja, mesmo quem não é o cliente da empresa, entende a importância da mesma. 

Como usar os arquétipos para vendas

Quando se cria uma ligação de uma empresa e sua marca com uma personalidade, é possível despertar uma maior identificação com o público-alvo e exercer uma maior influência sobre ela. 

Os arquétipos possuem o mesmo mecanismo dos gatilhos mentais e das técnicas de persuasão, despertando determinadas emoções e, consequentemente, ações. 

Esse tipo de ação costuma trazer melhores resultados quando a estratégia não é notada de forma clara pelo público, dessa forma, construa o arquétipo da sua marca conjuntamente com a persuasão.

Quando se escolhe assertivamente o arquétipo de uma marca, ele fica presente no inconsciente coletivo e sua marca sempre será relacionada aos valores daquele arquétipo.

Uma vez que você escolheu qual arquétipo define a sua empresa, pode pensar em ações mais diretas. Ou seja, definido o arquétipo, pode-se traduzir o conceito dele para contar histórias sobre sua empresa e conquistar mais clientes. 

Isso é possível através da técnica do storytelling. Trata-se de um conjunto de técnicas que te ajudarão a desenvolver e adaptar as histórias que serão contadas sobre o seu negócio.

Essa técnica auxilia na criação de um material rico com a sua perspectiva, permitindo que seu público veja uma história diferente das recorrentes e se identifique com ela. 

Em resumo, você pode mostrar a criação do produto, os desafios encontrados, como sua marca superou cada um deles e como isso te levou a entender e aperfeiçoá-lo até o momento atual.

Além disso, os arquétipos podem ser usados dentro da sua estratégia de personas, abrindo ainda mais a visão sob o público e criando ainda mais transparências em todas as etapas da sua estratégia.


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe um comentário