Como Calcular o Lucro de Uma Empresa

Curtiu o post? Então compartilhe!

Classifique este post
[Total: 0 Média: 0]

O sonho de abrir um empreendimento aparece devido a vários elementos distintos: independência financeira, flexibilidade em relação ao tempo e também aquele sonho, do fundo do coração, de comanda um projeto pessoal grande e se sentir realizado. 

Acima de tudo, começar um empreendimento é um sonho e começa na força de vontade e no desejo de conseguir o seu espaço ao sol.

Apesar disso, para que esse sonho vire realidade e venha a ter sucesso, é necessário que um pequeno detalhe se concretize: os lucros. 

Um empreendimento só funciona e se mantém de pé se ele obtiver lucros e, consequentemente, é necessário calculá-los. 

Como calcular margem de lucro?

Primeiramente, você sabe o que é margem de lucro?

Basicamente é a diferença entre o faturamento obtido com as vendas de um produto ou serviço e os custos de execução do trabalho. 

Lucro bruto = receitas totais – custos

Consequentemente, a margem de lucro bruta é um valor percentual obtido da relação entre o lucro bruto e a receita total.

Margem de lucro = lucro bruto / receitas totais

Apesar de simples, você quer um exemplo para que os conceitos fiquem claros na sua cabeça?

Imagine uma empresa de locação de equipamento para a construção civil.

O aluguel de uma escavadeira custa R$ 500. Em contraste, os custos diretos com pessoal e infraestrutura são de aproximadamente R$ 350. Ou seja, podemos dizer que seu lucro bruto foi de R$ 150.

Acima de tudo, a margem de lucro será a divisão dos R$ 150 de lucro bruto pelos R$ 500,00 de receita. Cerca de 30%. 

Margem de lucro bruta x margem de lucro líquida

Além da margem de lucro bruta, existe a margem de lucro líquida.

Aqui não se abate apenas os custos de produção, como também os impostos em geral e os custos fixos do empreendimento.

Por exemplo: impostos sobre faturamento, tributação e encargos sobre folha e outros, aluguel ou manutenção da sede, telefone, água, luz, Internet e despesas com pessoal administrativo. 

Em outras palavras, o lucro líquido de um serviço ou de um produto é obtido a partir do lucro do bruto, menos tributação e despesas fixas e variáveis. 

Margem líquida = Lucro líquido após os impostos / Receita total x 100.

Porque calcular a margem de lucro?

Acima de tudo, é importante saber a margem do lucro para conseguir saber o que está rendendo e o que está entrando apenas para manter e crescer a empresa.

Por exemplo, a cada R$ 100 que entram de receita no caixa, R$ 80 são usados para pagar todos os custos e sobram R$ 20 pode ajudar você a avaliar a saúde financeira do negócio.

A porcentagem de lucro ideal para cada empresa depende de uma série de fatores.

Além disso, alguns especialistas afirmam que para as empresas de serviços o ideal é trabalhar com uma margem a partir de 20%. Em contraste, eles também afirmam que para a indústria é 8%. 

Rentabilidade por cliente

Agora que você sabe, mesmo que basicamente, como funciona a base de lucro, precisa saber da rentabilidade de cada cliente para melhorar essa margem de lucro.

É necessário identificar se há algum contrato rendendo mais ou menos do que a média, puxando a lucratividade para baixo.

Para isso é preciso elencar custos, receitas e margens de lucro para cada um dos clientes, dividindo igualmente entre eles as despesas fixas e variáveis mais gerais.

A ideia é que vale a pena cuidar de detalhes da análise para ter um panorama mais preciso da realidade financeira da empresa e conseguir fazer o negócio dar certo.

Como calcular lucro de micro empresa?

Após entender como funciona a margem de lucro, agora é hora de entender como descobrir se um empreendimento está tendo lucros suficientes ou não.

Para isso é importante fazer uma análise financeira do negócio e calcular o lucro anual da empresa. 

DRE

Uma DRE, ou Demonstração do Resultado do Exercício, é um relatório contábil. Ele ajuda a entender se a empresa teve lucro ou prejuízo, comparando receitas e despesas.

Ele leva em consideração o seu faturamento, subtraindo o custo das mercadorias ou do serviço. 

Subtraindo as despesas e acrescentando receitas financeiras, você encontrará o seu lucro, ou prejuízo, antes de impostos.

Finalmente, depois do pagamento de impostos, você chegará ao seu lucro líquido. Consequentemente, para elaborar um DRE corretamente é saber onde cada item se encaixa. 

Como fazer uma DRE?

Uma DRE quebra as despesas em diferentes categorias. O subtotal dessas categorias faz com que o empresário saiba onde o dinheiro da sua empresa está sendo alocado.

Essas categorias são:

  • Receita bruta;
  • Impostos;
  • Lucro bruto;
  • Despesas variáveis;
  • Lucro operacional
  • Despesas fixas;
  • Gastos com pessoal.

Essas informações precisam ser detalhadas para que o seu controle seja maior. 

Como calcular o lucro anual de uma empresa?

Lucro operacional é o lucro gerado única e exclusivamente pela operação do negócio, descontadas as despesas administrativas, comerciais e operacionais.

Se ele for negativo, significa que quanto mais você vende, mais dinheiro você perde. Ou seja, você está pagando para trabalhar. O cálculo do lucro operacional é feito da seguinte forma:

Lucro operacional = lucro bruto – despesas operacionais + receitas operacionais

Lembrando que despesas operacionais são os custos administrativos e relacionados às vendas. Enquanto isso, as receitas operacionais é o resultado das vendas que envolvem a atividade-fim da empresa.


Curtiu o post? Então compartilhe!
Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *