Taxa dos Aplicativos de Entrega: Conheça os Valores Verdadeiros!

Curtiu o post? Então compartilhe!

Se você trabalha com lanchonete, pizzaria, sanduicheria ou qualquer outro tipo de restaurante, sabe a importância de trabalhar em parceria com um aplicativo de entrega. Atualmente, os clientes que desejam fazer um pedido não estão mais restritos ao telefone. 

A comodidade de fazer o pedido através de um aplicativo de entrega ou pela própria internet, torna os aplicativos de entrega muito populares. Se um restaurante não quer perder cliente, e aumentar ainda mais suas vendas, precisa se adequar aos novos tempos. 

Tudo isso fica ainda mais forte devido aos tempos em que vivemos: a pandemia de coronavírus. O medo de sair de casa, por causa da quarentena, aumentou ainda mais a demanda pelos deliverys. 

Um levantamento da RankMyAPP, empresa de inteligência de marketing e aquisição de aplicativos de celulares, mostrou que em março de 2020, houve um aumento de 15% nos downloads de aplicativos de entregas em relação a março de 2019.

A tendência é que no final da crise, os aplicativos de entrega mantenham a alta demanda pelo serviço.

Pensando nisso, você já trabalha com aplicativos de entrega? Sabe qual é o melhor? Quais os preços das taxas? A StayApp te responde tudo isso!

Menu rápido:

  1. Ifood
  2. Rappi
  3. Uber Eats
  4. StayApp

Aplicativos de entrega: taxas e funcionamento

Está afim de começar a usar aplicativos de entrega no seu restaurante? Nós separamos todas as informações que você precisa saber sobre cada um. Confira os quatro principais apps agora mesmo!

1 – iFood

O primeiro passo é se cadastrar no iFood. Para isso, é necessário ter um CNPJ, um computador com Windows e internet no local de trabalho para receber os pedidos online. Dependendo do plano, é necessário ter um entregador próprio para realizar as entregas dos pedidos.

Existem dois tipos de planos disponíveis no iFood, o Básico e o Entrega. Todos eles possuem mensalidade grátis nos três primeiros meses. Os planos funcionam assim:

  • Plano Básico: a mensalidade é de 100 reais para restaurantes que venderem mais de R$ 1,8 mil por mês. A taxa é de 12% sobre o valor de cada pedido. Os pedidos com pagamento online têm desconto de 3,5% referente à taxa de transação cobrada pelos cartões.
  • Plano Entrega: a mensalidade é de 130 reais. A taxa sobre o valor de cada pedido é de 25% nos três primeiros meses e de 27% nos demais. Caso o pedido seja pago pelo aplicativo, um adicional de 3,5% também é cobrado.

No fim das contas não existe nenhum tipo de fidelidade no contrato, ou seja, pode acabar no momento em que a empresa quiser. 

Todos os pedidos com pagamento online realizados são pagos ao restaurante por transferência bancária em até 30 dias. Também existe a opção de recebimento em até 7 dias, mediante pagamento de uma taxa de 2,5% sobre o valor da transferência.

Ao clicar em Quero fazer parte, o restaurante inicia o cadastro e assina um contrato digital. Depois, é possível configurar todas as outras informações. Todos esses dados ficarão disponíveis para os clientes no aplicativo.

Compartilhe esse texto com seu amigo!

2 – Rappi

O processo de cadastro no Rappi é um pouco mais trabalhoso. O restaurante deve entrar em contato com o e-mail sejaparceiro@rappi.com. Com o cadastro feito, o responsável deverá baixar um aplicativo chamado RappiAliado.

Logo depois o restaurante deve preencher os dados solicitados e ativar o estabelecimento. É possível inserir as informações referentes ao cardápio e escolher os pratos que o restaurante quer deixar ativos ou inativos.

A taxa inicial cobrada pela Rappi é de 40 reais, descontados a partir do primeiro repasse de pagamentos realizado na plataforma. Após a primeira cobrança, o Rappi cobra uma taxa fixa,, que equivale a 3,5% para cada transação realizada por meio do aplicativo.

3 – Uber Eats

Para se inscrever no UberEats basta preencher um formulário de interesse. Você precisará ter em mãos informações da sua empresa, como localização, nome do restaurante, CEP do local principal, contatos do responsável, número de locais, tipo de culinária, estimativa de pedidos e se já faz entregas.

Após esse cadastro, um um membro da equipe do UberEats entra em contato para falar sobre o estabelecimento e conversar sobre a parceria. 

O Uber Eats não cobra taxa de entrega, mas cobra a taxa de serviço. Ela é repassada ao entregador parceiro e pode ser de 5% ou 10%, dependendo do usuário. 

4 – StayApp

cardápio digital para delivery stayapp

Por fim, você conhece o cardápio digital da StayApp? Para fazer o cadastro e conseguir ter um aplicativo de entrega do seu estabelecimento basta clicar aqui, fazer o cadastro e já pode montar o cardápio e lançar para o mundo. 

O melhor do cardápio digital da StayApp, e que o diferencia dos outros, é que ELE NÃO TEM NENHUM TIPO DE TAXA. Isso mesmo, você não paga nada para fazer o seu cadastro e nem quando efetua uma venda! Comece agora mesmo!


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe um comentário