Gestão de Crise: O que é? Aprenda A Lidar Com o Inesperado!

o que e gestao de crise
Curtiu o post? Então compartilhe!

Classifique este post
[Total: 4 Média: 5]

Afinal, será que as empresas realmente precisam investir em uma gestão de crise? A resposta é sim. Claro que sim. 

Uma gestão de crise se torna essencial para minimizar os danos durante uma crise. 

Porém, apesar disso, uma gestão de crise é um assunto um pouco delicado para muitas empresas. 

Isso porque representa um momento de vulnerabilidade no qual é necessário agilidade para conter a situação.

Além disso, não podemos esquecer também que, na era da informação digital, todas as empresas estão vulneráveis aos períodos de crise de imagem e econômicos como é o caso do coronavírus.

Pois, como você bem sabe, uma simples publicação nas redes sociais pode gerar muitos problemas.

Portanto, é importante pensarmos em gestão de crise empresarial de forma estratégica.

Veja também Como Aumentar as Vendas em Tempos de Crise!

E será sobre isso que falaremos neste artigo. 

Neste artigo nos aprofundaremos no conceito de gestão de crise e mostraremos como as empresas poderão fazer corretamente uma gestão de crise empresarial. 

Vamos lá? 

Para facilitar a sua leitura, o artigo foi dividido da seguinte forma:

Afinal, o que é gestão de crise? Qual a sua importância?

Qualquer negócio já enfrentou ou terá que enfrentar algum momento de crise ou calamidade em momento ou outro. 

Neste caso, a forma como se reage durante e posteriormente a essa crise, poderá fazer toda a diferença. 

Além disso, não podemos esquecer como o mercado está ficando cada vez mais competitivo. 

Os consumidores atuais estão bem mais informados, exigentes, e cheios de opções de empresas para comprar. 

Por isso, ninguém pode se dar ao direito de ter sua reputação manchada. 

Caso a sua empresa se envolve em qualquer tipo de escândalo ou de polêmica, pode ter certeza: seu concorrente é quem vai sair ganhando. 

Uma crise interrompe as operações comerciais, prejudica a reputação da marca junto aos clientes e, consequentemente, compromete as finanças.

Por isso, o gerenciamento de crise é tão essencial. 

Neste caso, o gerenciamento de crise é responsável pela orientação dos responsáveis pela empresa sobre como se posicionar diante de qualquer situação adversa para evitar que problemas ainda maiores apareçam para o negócio.

Trata-se de uma série de etapas executadas por uma empresa para lidar com um problema. 

A interpretação mais correta deste termo é o ato de administrar um processo de maneira completa e não apenas sob uma única ótica, circunstância ou procedimento. 

A gestão acaba implicando numa ação que contempla uma análise ampla, avaliando todas as circunstâncias, causas e efeitos de um fato; e não somente o gerenciamento do fato.

Como gerir uma crise como o coronavírus?

gestao de crise coronavirus

O coronavírus não só está matando pessoas ao redor do mundo como também está impactando profundamente a economia do mundo.

Como ainda não existe vacina contra o vírus, a solução mais viável é a colaboração de todo mundo, ficando em casa, e o auxilio médio aos casos mais avançados.

Dito isso, no comercio seja ele varejista ou não, o pequeno e o médio empreendedor são os que mais sentiram o peso econômico.

Por isso, valorize aquele mercadinho do lado ou o serviços de profissionais independentes, pois eles não terão a mesma facilidade em contornar essa crise do que os gigantes do mercado.

Invista na experiência online

Parece bobo, até mesmo clichê, mas como a maioria das pessoas estão ficando em casa, chegou a hora de investir na experiencia online do seu potencial cliente, ou seja, dar inicio ao seu marketing de conteúdo.

E quando falando em criar conteúdos, é importante estar atento ao principal fator de sucesso: a consistência.

Não adianta você produzir apenas 1 conteúdo por semana e deixar de lado na próxima. Ou apenas produzir durante a crise e esquecer após a ela.

Criar conteúdo gera autoridade e valor, dois fatores decisivos no processo de compra do cliente.

Como lidar com gestão de crise empresarial?

Sim, a melhor forma de se gerenciar uma crise é evitá-la em primeiro lugar. 

Porém, erros, problemas e alguns desastres podem acontecer a qualquer momento. 

Por isso, para começar é importante seguir algumas dicas essenciais:

Avalie quais são as fraquezas

O primeiro passo para gerenciar os momentos de crise é encontrar seus pontos fracos e criar ações partir deles. 

Para isso, o recomendado é que seja feita um brainstorm com sua equipe de crise e liste qualquer coisa que possa prejudicar sua empresa. 

Neste caso, ao incluir funcionários de todos os departamentos, você acaba reduzindo o risco de perder algo crítico. 

Elabore um plano de gerenciamento de crises

Após considerar quais são as fraquezas, o recomendado é que seja personalizado o seu próprio planejamento estratégico. 

Você precisa se planejar para os problemas que sua empresa pode enfrentar e não apenas cortar custos usando um modelo genérico. 

Os modelos genéricos podem ser, muitas vezes, ineficazes ou prejudiciais aos seus negócios. 

O recomendado é que o gestor reúna sua equipe para entender o problema a fundo antes de determinar uma solução. 

Os colaboradores também podem contribuir com ideias na busca pela melhor solução. 

Outro ponto que também precisa ser destacado é que, contar com uma equipe multidisciplinar de gerenciamento de crises pode agilizar bastante a tomada de decisão.

Evite que a crise contamine o ambiente corporativo

A dica aqui é que, deve-se evitar paralisar a empresa durante a crise. 

Isso porque o gerenciamento de crise empresarial envolve também manter as atividades rotineiras nos trilhos. 

O gestor deve evitar que a crise contamine o ambiente corporativo. 

Pelo contrário, a equipe deve continuar tranquila e focada nas atividades regulares. 

A equipe responsável, neste caso, deve trabalhar ativamente na resolução do caso, lado a lado com colaboradores que possam ajudar. 

É exatamente por isso que a equipe de gestão de crise é fundamental, pois ela está focada em resolver o problema e o resto da empresa continua suas atividades normalmente.

Tire lições da crise

Depois de ter sido solucionado o problema, o recomendado é que o líder reflita a respeito juntamente com sua equipe e entenda em detalhes o que ocasionou aquela crise e como ela poderia ter sido evitada. 

Tal medida é fundamental para inibir a ocorrência de novas crises. 

E caso futuramente outra situação leve a uma nova crise, os aprendizados devem ser usados para chegar a soluções mais rápidas. 

Lembre-se que, aprender com os próprios erros têm grande valor no mundo corporativo e pode ser o diferencial para se manter vivo neste mercado tão competitivo.

Entenda a importância de ouvir e fidelizar o seu cliente 

Como você pode perceber durante a leitura deste artigo a gestão de crise é fundamental, principalmente, para cuidar da imagem da marca. 

Porém, além de gerenciar as crises é essencial ouvir e fidelizar o cliente. 

E uma forma muito comum de se fazer isso é criando pesquisas de satisfação.

Se você monitora constantemente como está a satisfação dos clientes, entende melhor o que se passa na mente dos consumidores se torna possível medir também ao longo do tempo como o cliente se relaciona com sua marca, se ele é fiel ou não e ainda sabe como se comunicar do jeito que seu público gosta de conversar e quer ouvir.

Por isso, faça pesquisas de satisfação periodicamente, além dos momentos de eventuais problemas, para saber de verdade a opinião do consumidor. 

Saiba que conhecendo o que ele pensa e criando esse relacionamento, vocês terão muito mais facilidade para contornar qualquer crise juntos.

E a tecnologia pode te ajudar neste processo. Algumas ferramentas podem fazer todo o processo de comunicação, fidelização de uma forma praticamente automática. 

Como é o caso da ferramenta Stayapp. 

O StayApp permite que seu estabelecimento lance um programa de fidelidade inteligente e automatizado, que elimina a necessidade do cartão fidelidade de papel e começa a capturar os clientes apenas com seu número de telefone. 

O StayApp cria mensagens automáticas para esse telefone, de acordo com o comportamento de compra e recompra desse consumidor, para fazê-lo comprar mais vezes de você.

E no final, alavancar vendas vai ser uma consequência natural para a sua empresa.

E aí? O que achou do artigo? 

Aproveite, curta e compartilhe a sua opinião conosco! 

Dúvidas, críticas ou elogios deixem nos comentários.

Até a próxima!


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *