Gestão em Farmácia e Drogaria: Como Organizar Suas Vendas

Gestão em farmácia e drogaria
Curtiu o post? Então compartilhe!

Classifique este post
[Total: 6 Média: 5]

Antes de abordarmos a gestão em farmácia e drogaria é importante saber alguns conceitos.

Provavelmente todos vocês conhecem a definição de gestão empresarial. Ainda assim, muitos empresários ignoram o conceito quando se trata de pequenas e médias empresas ou varejistas.

Por que isso acontece? Certamente advém da falta de planejamento e estudo do próprio negócio. 

Primeiramente, gestão empresarial é a gerência de uma empresa.

Essa administração engloba vários setores, como planejamento, gestão de pessoas, de projetos, de conhecimento, sustentabilidade, políticas da empresa, gestão financeira e também inovação tecnológica.

Ou seja: tudo!

Acima de tudo, essa gestão também é aplicada em farmácias e drogarias, aliás, elas são um empreendimento como qualquer outro.

Apesar disso, não é o que acontece sempre na prática. Muitos empreendedores comandam o negócio de uma forma informal e completamente intuitiva. 

Em farmácias e drogarias menores, que costumam ter estrutura familiar e poucos funcionários, essa característica informal é ainda mais forte.

Consequentemente, esse negócio costuma ficar sempre do mesmo tamanho, com pouca circulação de dinheiro. 

Para que exista sucesso e crescimento dessas pequenas farmácias e drogarias, é necessário uma gestão empresarial inteligente e que pense de forma grande. Acima de tudo, é preciso mudar a metodologia do negócio para que o sucesso venha. 

3 passos para o sucesso na gestão em farmácias e drogarias

Gestão em farmácia e drogaria

Certamente você já entendeu que drogarias e farmácias precisam ter perspectiva de crescimento. Consequentemente elas também precisam ter estratégias e ações que caminhem para essa ascensão.

Por isso separamos esses três passos iniciais para esse sucesso:

1 – Conheça o seu negócio

Antes de tudo você precisa se situar. Ou seja, faça um diagnóstico da sua empresa, do campo de atuação, dos custos, do mercado e de quem é o  seu cliente. 

Além disso, você também precisa definir os pontos fortes do seu empreendimento e dos concorrentes. 

Acima de tudo, identifique os pontos fracos da sua empresa para conseguir melhorar. Não se esqueça que nesta hora talvez seja necessário investir no apoio de uma consultoria especializada.

2 – Planejamento financeiro

Existem no mercado sistemas e softwares criados para ajudar o empreendedor a ter uma visão ampla e precisa do negócio.

Dessa forma, é possível visualizar cada despesa de maneira detalhada, além da receita total e os lucros líquidos. Nada de gerir as finanças informalmente.

O controle do fluxo de caixa garante que a gestão empresarial seja executada. Sem planejamento financeiro e controle de ganhos e despesas, o negócio não pode ser lucrativo.

3 – Preste atenção no mercado

Acima de tudo, o que os seus clientes realmente querem?

Conseguir responder essa pergunta te ajuda a projetar o seu futuro. Com dados concretos, é possível direcionar recursos, otimizar custos, preços, planejar estratégias de RH, marketing e ter ideias de conquista de mercado.

Lembre-se que todas essas dicas devem fazer parte da rotina da empresa, focando em otimizar processos para gerar lucros. 

Como gerar lucros em farmácias e drogarias

Primeiramente, existem vários erros que podem estar fazendo farmácias e drogarias perderem dinheiro e não gerar lucros suficientes.

Antes de tudo, o empreendedor precisa ter domínio e conhecimento do mercado em que está atuando.

Além disso, muitos empreendedores desse meio confundem fluxo de caixa com disponibilidade. Como uma farmácia é um negócio comercial, o fato de ter dinheiro em caixa não significa ter lucro.

Otimizar resultados é essencial para administrar a farmácia com eficiência. Ou seja, é necessário contar com uma equipe contábil muito boa.

O gestor deve garantir que o escritório que presta o serviço de contabilidade para a farmácia é especializado em varejo farma.

A escolha equivocada do regime tributário e regime de recolhimento dos impostos é outro fator que também leva a farmácia a ter alta representatividade dos impostos sobre a venda.

Portanto, é preciso estudar e conhecer mais contabilidade farmacêutica.

Para que pequenas farmácias e drogarias consigam competir com grandes redes desse segmento, é necessário a profissionalização da gestão. Investir em capacidade de tomada de decisão.

O maior desafio é dominar os números do negócio, tomar decisões com base em indicadores, investir em marketing, desenvolvimento e gestão de pessoas e definir corretamente

Como gerar lucro em farmácia e drogaria

Por fim, é necessário ter posicionamento de “bons preços” diante do mercado consumidor. Preço atrai e atendimento e serviços farmacêuticos diferenciados fidelizam. 

Programa de fidelização para farmácias e drogarias

Plataforma para programa de fidelidade

Finalmente, pequenas farmácias e drogarias também devem investir em programas de fidelidade para conseguir manter os seus clientes e, consequentemente, através do “boca a boca”, atraia novos clientes. 

A plataforma StayApp pode te ajudar na sua farmácia ou drogaria. Ele funciona partindo do princípio de que todo negócio tem um ciclo de recorrência, ou seja, um cliente que compra o seu produto e volta a comprar depois de um período de tempo.

A StayApp entende que a fidelização de clientes inativos e até mesmo perdidos é essencial para o sucesso da sua loja. 

A ferramenta irá interpretar o comportamento de compra do cliente, uma vez que ela saberá todas as vezes que ele fizer uma compra.

A primeira assessoria é totalmente gratuita!

Nela, um especialista em pós-vendas irá estudar e entender o seu negócio para que junto a um gerente de contas, criem a melhor estratégia para o seu negócio. Dessa forma, aumentando o seu faturamento.


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *