Quer saber se sua empresa tem um desempenho de sucesso? Então conheça aqui os 4 indicadores!

desempenho
Gostou do Post ? Nos ajude vontando nas estrelas AQUI ABAIXO ☟
5 (100%) 1 vote

Em meu tempo de trabalho junto a empresas do pequeno e médio varejo, há alguns aspectos que sempre paro para observar durante a análise do negócio. Estes fatores são determinantes na hora de entender se o negócio tem um desempenho satisfatório ou um que irá, eventualmente, arrastá-lo para o buraco.

É importante ficar atento ao desempenho da sua operação, uma vez que o impacto da recessão econômica tem trazido prejuízos incontáveis ao ramo comercial. Em três anos, 341,6 mil empresas fecharam as portas no Brasil e o comércio foi o setor mais afetado.

No artigo de hoje, você conhecerá os quatro principais indicadores de desempenho da empresa para conseguir colocar seu negócio nos trilhos ou melhorar ainda mais o desempenho dele!

1 – Índice de turnover e desempenho da equipe

A linha de frente da sua equipe é formada pelos funcionários e colaboradores. A responsabilidade deles acerca da produtividade e credibilidade da empresa é inegável. O grau de rotatividade dos funcionários pode indicar problemas na liderança, na organização ou na valorização dada pela empresa aos colaboradores. Problemas internos em demasia refletem diretamente no atendimento ao cliente.

Além disso, você precisa ter o controle sobre o desempenho dos membros. Fique de olho na assiduidade, pontualidade, carga horária (incluindo as horas extras) e tudo mais.

A equipe é um recurso que precisa ser gerenciado.

Além disso, lembre que funcionários satisfeitos geram clientes satisfeitos. Saiba mais clicando aqui.

2 – Índice de Lucratividade do Negócio

É comum que os empreendedores fechem o faturamento em saldo positivo, mas as contas não fecharem no fim do mês. Isso se deve ao fato do faturamento por si só não incluir as despesas mensais e pagamentos de tributo.

Para não enfrentar essa confusão, diminua o valor dos impostos, despesas fixas e despesas variáveis do faturamento total. O resultado será o valor do lucro líquido.

Também é importante contar com o controle do ROI (Return On Investment) para calcular o retorno dos investimentos, tais como novas tecnologias, cursos de capacitação, etc. Para tal, use a fórmula:

ROI (%) = (retorno obtido – investimento feito) / investimento feito x 100

Assim você saberá qual a rentabilidade de cada investimento feito e poderá avaliar o desempenho de cada um no seu negócio.

3 – Índice do Ticket Médio

O ticket médio é o valor médio de compras realizadas pelos clientes em seu estabelecimento. O cálculo é realizado a partir do volume de vendas realizadas no dia sobre a quantidade de consumidores que realizaram as compras.

Essa métrica abre o olho do gestor e da empresa em relação ao desempenho do relacionamento direto do cliente com o estabelecimento.

Para calculá-lo, as fórmulas são:

Ticket Médio = faturamento bruto / volume de vendas
Ou
Ticket Médio = total de vendas em R$ / número de clientes

Usando esse índice de modo mais detalhado, como por exemplo, segmentado as vendas médias por vendedor, você consegue entender qual colaborador tem um desempenho mais satisfatório, então pode compreender melhor o processo de vendas mais eficiente para o seu negócio.

Segmentando por cliente, você pode oferecer atendimento ou negociações especiais ao identificar quais deles te trazem maior retorno financeiro direto.

Para fazer o valor do ticket médio aumentar, você deve investir em medidas que incentivem as vendas e a construção de um bom relacionamento ao cliente.

4 – Índice de satisfação do cliente

Toda empresa do pequeno e médio varejo tem um objetivo simples que por diversas vezes esquece de tratar com a prioridade necessária: atrair e fidelizar clientes. Para isso, as estratégias devem ser traçadas com cuidado e merecem total dedicação e atenção. Um investimento nos clientes nunca é uma má ideia, uma vez que eles são os responsáveis pelo seu faturamento.

Seu cliente pode ser um consultor gratuito e ajudar seu estabelecimento a ficar cada vez melhor. Com a satisfação garantida, um cliente voltará sempre ao seu negócio e se tornará leal.

Um cliente fidelizado, além de gastar o próprio dinheiro com frequência, ainda indica sua empresa a amigos e familiares, trazendo novos consumidores para a sua base. Imagine que a cada 100 clientes fidelizados, você ganhe 25 novos por indicação. Ao invés de R$1000,00 de faturamento, você ganhará R$1250,00. O crescimento é exponencial!

Por outro lado, um cliente insatisfeito pode se tornar um problema ao fazer comentários negativos do seu negócio. As redes sociais transformaram a comunicação mais veloz e ampla. Uma reclamação pode “viralizar” e pôr em risco anos de trabalho na busca por uma reputação positiva.

Os indicadores usados para medir o desempenho nessa área são os NPS (Net Promoter Score) e são baseados em uma pergunta, conhecida como “a pergunta definitiva”:

“Em uma escala de 0 a 10, sendo 0 o menor e pior valor, o quanto recomendaria nossa empresa para um amigo ou familiar?”

Aqueles que dão uma nota de 0 a 6 , são os detratores (aqueles que não sentem valor no que foi oferecido a eles), enquanto os que dão entre 9 a 10 são os promotores (aqueles que amam seu estabelecimento). A pontuação final é encontrada quando se diminui a quantidade de detratores do total de promotores.

Para alcançar um índice de satisfação realmente poderoso, é necessário estruturar um sistema onde os clientes se sintam valorizados e motivados a retornar ao seu estabelecimento. Confira o material que preparamos explicando sobre programas de fidelidade clicando aqui.

Acompanhar esses indicadores trará uma gestão focada em alcançar o melhor desempenho possível para a empresa, mas é necessário utilizá-las de forma eficiente. Não importa se você possui muitos indicadores se eles não estiverem alinhados com as estratégias e propostas buscados pelo seu negócio e se você não tem tempo para absorver todas as informações que eles trazem.

Por isso, conheça bem o seu ramo, a sua equipe e os seus clientes e assim você conseguirá utilizar os indicadores para traçar táticas que trazem crescimento real para a empresa e correções aos processos que apresentarem falhas.

E para começar hoje mesmo a construir um relacionamento que visa a satisfação do cliente, traz um aumento considerável ao seu ticket médio e faz sua empresa vender no automático, conheça as propostas do StayApp clicando aqui para fazer um teste grátis.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Undefined index: sab_desc_style in /var/sentora/hostdata/zadmin/public_html/blog_stayapp_com_br/wp-content/plugins/simple-author-box/inc/class-simple-author-box-helper.php on line 1025