cardapio digital para delivery

Cardápio Digital Para Delivery: Crie o Seu em 7 Passos e Grátis!

Delivery Pós-venda Programa de fidelidade Tecnologia
Curtiu o post? Então compartilhe!

Se antes diversos estabelecimentos como lanchonetes e restaurantes tinham seus próprios entregadores, hoje tudo mudou com os aplicativos de entrega.

E junto com os apps de entrega, chegou, também, o cardápio digital. É fato que a tecnologia chegou para mudar (e para melhor) os bares, restaurantes e lanchonetes.

Pode não parecer, mas a maioria das pessoas consultam os cardápios dos estabelecimentos antes de efetuar um pedido, ainda mais se esse pedido for um delivery.

Por isso, cresce cada vez mais a importância de se ter um cardápio digital para delivery.

Para a sua sorte, neste artigo iremos mostrar como fazer um corretamente. Além de mostrar diversas vantagens que um cardápio digital oferece em comparação aos cardápios tradicionais.

Vamos lá?

Para organizar este artigo e te auxiliar na leitura, separamos ele nos seguintes tópicos:

Quais as vantagens de um cardápio digital sobre o cardápio tradicional?

Ainda que o cardápio digital venha se tornando cada vez mais comum, diversos estabelecimentos ainda optam pelo tradicional. Mas entenda:

Independente se o seu estabelecimento é um restaurante, bar ou lanchonete, trabalhar um cardápio digital para delivery traz diversas vantagens.

Listamos algumas abaixo, veja:

  • Pedidos feitos com mais rapidez pelos clientes.
  • Pedidos tem chance reduzida de erro.
  • Pode renovar o cardápio com mais flexibilidade
  • Aumenta as chances do cliente comprar mais vezes de você.
  • Maiores chances do cliente fidelizar pela praticidade do seu estabelecimento.
  • Avaliação em tempo real com pesquisa de satisfação após o pedido.
  • Pode adicionar diversos idiomas no cardápio digital, tornando-o mais interativo.

7 passos para montar um cardápio digital para delivery:

Antes de mais nada, você sabia que 56% das pessoas fazem pedidos no delivery por semana? É muita coisa!

Por isso, é importante que você sempre tenha um cardápio digital atualizado e de fácil compreensão para o seu cliente.

Veja como montar um cardápio digital para delivery em 7 passos práticos:

1. Cadastre sua empresa no app de delivery grátis

Acesse o site da cardápio digital stayapp, e clique em “começar gratuitamente”;

2° Preencha o formulário

Você será direcionado para a tela de cadastro inicial, onde irá precisar colocar seu nome completo, número de telefone e e-mail. Terminando, clique em continuar;

3° Coloque seus dados verdadeiros

Agora você irá colocar os dados do seu bar ou restaurante, como o nome e o endereço. Terminando, clique em continuar;

4° Escolha o segmento e número de pedidos

Agora é necessário colocar seu CPF ou CNPJ, segmento e volume de vendas por dia. Terminando, clique em continuar;

5° Termine o cadastro

Agora você precisa criar uma senha, e aceitar os termos de uso da StayApp. Uma vez feito isso, clique em continuar;

6° Faça seu login

Logo em seguida você receberá um e-mail de confirmação, com um link em que você deve clicar. Você será direcionado para essa página, onde precisa colocar seu e-mail cadastrado e senha criada para entrar;

7° Monte seu cardápio e comece a vender!

Pronto, sua conta na StayApp foi criada com sucesso. Logo acima na imagem, nas opções configurações e nome da sua empresa (no caso aqui, o fictício Caseré), você poderá configurar o seu cardápio digital. 

6 dicas para melhorar o seu cardápio digital para delivery

Montar um cardápio digital para o seu delivery é o primeiro passo para o sucesso do mesmo. Em uma realidade onde aglomeração é carta fora do baralho (devido a epidemia de Covid-19 no Brasil), é essencial que seus clientes tenham acesso aos seus produtos da própria casa. 

Esse tipo de menu é essencial e nós reunimos as principais dicas para que você tenha um cardápio de sucesso. 

1 – Imagens 

Primeiramente, você sabe definir o que é um cardápio digital? Basicamente, é um arquivo virtual que pode ser acessado através de aparelhos eletrônicos. Consequentemente, as imagens são essenciais para que o cliente se sinta atraído pelo produto. 

Dito isso, é necessário fazer um photo shoot de comida. Ou seja, uma sessão fotográfica dos alimentos servidos em seu estabelecimento, de forma profissional. Se você não puder investir em um fotógrafo, tire, você mesmo, boas fotos de comida pelo celular. 

O objetivo é que você tenha imagens reais nos seus cardápio digital, ou seja, imagens dos seus pratos e não aquelas encontradas em bancos de imagens.

2 – Roteiro descritivo 

Sem nenhuma dúvida, na hora de fazer um cardápio digital, você terá que descrever os pratos. Nessa hora, mesmo sem muita verba, use a imaginação. Procure então, descrever de forma criativa e detalhada as preparações.

O objetivo. é passar todos os elementos para o cliente de forma atrativa, podendo incrementar da forma que você achar melhor. 

Além disso, não se esqueça que essas descrições precisam ser detalhadas. Depois de criar todas as possíveis descrições do cardápio em um roteiro de rascunho, procure revisá-lo e corrigir tudo que encontrar de erro.

Não se esqueça que uma escrita falha prejudica a credibilidade do negócio. Mostre para o cliente que você se importa com todos os detalhes. Se possível, contrate alguém que entenda do assunto para revisão.

Quando passar o rascunho para o cardápio digital, confira bem a versão digital para verificar se durante a cópia algo não saiu errado.

3 – Desing

Uma vez que as imagens e descrições para os seus pratos estão prontas, está na hora de montar a estrutura do mesmo. 

Primeiramente, pense no Layout. Qual será o formato e estilo do seu cardápio. 

Ele pode ser padrão, em num formato retangular, ou até mesmo algo específico, como um símbolo. 

Ou seja, você pode criá-lo como um livro, página lado a lado, ou até mesmo no comprido onde o cliente irá apenas deslizar a imagem para baixo de forma contínua até chegar ao final.

Além disso, também precisa pensar nas cores. Busque escolher em seu cardápio cores que tenham a ver com o estilo da sua marca. 

O objetivo é criar uma identidade visual para seu cardápio digital. As cores são estímulos visual que criam não apenas sentimentos de atração, como associação. 

4 – Grupos 

Pense com afinco na disposição dos pratos e bebidas que serão comercializados.

O tradicional é seguir a ordem de consumo dos alimentos, por exemplo:

  • Aperitivos;
  • Entradas e saladas;
  • Pratos principais;
  • Sobremesa e café.

Além disso, as bebidas, normalmente, recebem a sua própria sessão em que serão divididas por tipo alcoólicas, sem álcool e milk-shakes.

Dependendo do seu estabelecimento, também é possível ter uma carta de vinho. 

Lembrando que esse é o desing tradicional, mas você também pode optar pela criatividade e criar um do seu jeito.

5 – Ticket Médio

O ticket médio é um indicador de desempenho, sendo mensurado  o valor médio consumido por cada cliente em seu restaurante.

Esse indicador mostra o comportamento do cliente com o restaurante. Ele também pode ser relacionado a satisfação com a empresa.

Ou seja, ele é de extrema importância para você ter o controle dos clientes. Além disso, mensurar esse indicador, aumenta o lucro.

6 – QR Code

O QR Code é uma tecnologia que foi incorporada aos meios de pagamento, dessa forma, agilizando a forma que pagamos.

Acima de tudo, é segura e vai fazer com que em segundos, sem fazer uso de cartão de crédito ou de dinheiro físico, você possa pagar pelas suas compras.

Consequentemente, é essencial que o seu sistema de delivery ofereça o pagamento pelo QR Code, pois essa tecnologia já alcançou milhares de pessoas. 

Além disso, também é interessante que o seu cliente acesse o seu cardápio pela tecnologia.

Aplicativo de cardápio digital grátis:

O passo a passo acima sobre como criar seu cardápio digital para delivery foi feito no aplicativo gratuito do StayApp.

Nele, além de ter todas essas ferramentas voltadas para delivery, como o cardápio digital, a plataforma também ofereece assessoria especializada em pós-venda, além de controle e nutrição da sua base de clientes.

Quer conhecer a plataforma? É só clicar AQUI.

Considerações finais

Espero que este artigo tenha solucionado todas as suas dúvidas em relação a cardápios digitais. Além de mostra-lo quais são as vantagens se comparados com o cardápio tradicional.

Caso tenha interesse em outros conteúdos sobre delivery, separamos alguns artigos aqui:

Gostou do conteúdo? Compartilhe com quem também gostaria dessas dicas!

Até próxima.


Curtiu o post? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *